Novas traduções da Bíblia alcançam 15 milhões de pessoas

Segundo o Relatório Mundial de Tradução de Escrituras, que acaba de ser concluído e publicado pelas Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), mais de 15 milhões de pessoas serão beneficiadas com 18 novas traduções da Bíblia, sendo 10 delas inéditas e 8 que foram refeitas ou revisadas, com o intuito de facilitar a compreensão da Palavra de Deus.

O relatório é elaborado a partir de informações coletadas pelo Museu da Bíblia (MuBi) da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), que até 31 de dezembro de 2013, registrou publicações de textos bíblicos em 2.551 línguas diferentes. “Nossa missão é preservar um acervo o mais completo possível deste livro de grande importância para a humanidade porque ele tem o poder de transformar a vida das pessoas que com ele tomam contato”, afirma Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB e responsável pela elaboração do documento.

Entre as traduções completas, destacam-se as realizadas em Toba, falada na Argentina por 25.000 pessoas; o Krio, com aproximadamente 495.000 falantes, em Serra Leoa; e a Mandinga, com 1.346.000, na Gâmbia. Houve também a tradução do Novo Testamento para a língua Mongol, falada por 6.500.000 pessoas na China e do livro de Gênesis para o Altai, falado por 75.000 pessoas na Rússia.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail