A Fé Começa em Casa – Como Sair de Dívidas

“Há quem dê generosamente, e vê aumentar suas riquezas; outros retêm o que deveriam dar, e caem na pobreza. O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá.” (Provérbios 11:24,25)

Quando já estamos numa situação financeira complicada, a primeira coisa a fazer é parar de gastar, ou, como dizem, se estiver num buraco pare de cavar.

Na maioria das vezes que ficamos maus financeiramente é porque gastamos além da conta, raramente há outros motivos para isto. Sugiro aqui alguns passos simples para ajudar neste momento.

Procure sair da dívida – você precisa assumir o compromisso com você mesmo de querer sair da situação e pagar o preço que for necessário para isto, ou seja, viver com menos durante um bom tempo. Serão alguns meses ou anos “magros”, mas você parará de gastar e aprenderá a viver com menos. Você vai se surpreender em saber como pode viver com menos! Tenha disciplina, isto lhe ajudará nesta caminhada.

Estabeleça prioridades nas compras – jogue fora todo o orgulho e compre somente o necessário. Aprenda a distinguir entre necessidades e desejos. Faça perguntas a você mesmo:

  • Necessito?
  • Posso pedi-lo, ganhá-lo ou pegar emprestado?
  • Serviria um menos sofisticado ou mais simples?
  • Posso comprar usado?
  • Comparei preços?
  • Consultei meu cônjuge?
  • Já dei a Deus a oportunidade de me prover?

Não tome dinheiro emprestado – você está procurando sair das dívidas, não as aumente ainda mais. Viva com o que tem recebido e só.

Pague tudo que é devido – seja honesto em seus negócios e na sua palavra e pague tudo. Negocie com os credores, é muito melhor receber uma visita ou ligação de alguém dizendo que quer pagar e deseja negociar do que “sumir”. Esta fidelidade pode e deve começar a ser exercida na contribuição a Deus e sua obra.

Faça um plano financeiro familiar – envolva a família na elaboração deste plano. Discuta-o com seus familiares e apliquem o plano em conjunto. Você ficará impressionado de como até as crianças vão entender e te ajudar neste período. Esta honestidade e transparência com seus familiares fará com que te respeitem ainda mais.

Já cheguei a fazer uma planilha com 24 meses de informações de entradas e saídas para organizar nossas finanças, o que foi muito importante para nós naquele período.

Não se esqueça da Palavra de Deus e das suas promessas – o versículo acima é a chave da vitória para nós. Quando observamos algumas culturas, vemos que são muito diferentes da nossa. Aqui no Brasil, todos procuram pagar o menos possível para tudo e não se dá algo, mas ao contrário, queremos sempre receber algo. Isto é diferente na cultura norte americana, por exemplo.

Um amigo me disse que foi a um restaurante lá estes dias, e um militar reformado que havia lutado numa guerra estava jantando ali. Quando ele foi pagar a sua conta, três homens se anteciparam e não permitiram que ele pagasse, quando souberam que uma quarta pessoa já havia pago a conta dele.

Que interessante, honraram àquele que havia defendido a nação para que eles não precisassem lutar. Aqui sequer damos valor a quem nos defende.

O povo de Israel também dava voluntariamente a Deus e aos sacerdotes e eram muito abençoados. Mas nosso povo tem o entendimento de que isto será um sacrifício e retém.

Logo, siga todos os passos acima e faça um propósito com Deus de ser generoso para com o que Ele já lhe pediu e com aquilo que Ele vier a lhe pedir. Não tenho dúvidas de que você será abençoado, pois é uma promessa Dele.

Fonte: ICHTUS

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail