“Por causa de tudo isso, estabelecemos aliança fiel.” (Neemias 9.38)

Existem muitas ocasiões em que podemos ter o desejo de renovar a aliança com Deus. Quando, em semelhança a Ezequias, temos anos acrescentados à nossa existência, após nos recuperarmos de alguma enfermidade, podemos convenientemente renovar nossa aliança.

Depois do livramento de uma aflição, ao brotar novamente nosso regozijo, devemos visitar uma vez mais a cruz e renovar nossa consagração. Em especial, devemos fazer isso em sucessão a algum pecado que entristece o Espírito Santo ou traz desonra para a causa de Deus. Então, olhemos para o sangue que pode nos fazer mais brancos que neve e, mais uma vez, ofereçamo-nos ao Senhor.

Não devemos permitir que tão-somente as nossas aflições confirmem nossa dedicação a Deus; a nossa prosperidade também deve fazê-lo. Se já nos deparamos com situações que merecem ser chamadas de “misericórdias coroadoras”, então, com certeza, Ele, que nos proporcionou tais honras, deve ser também honrado.

Que produzamos mais uma vez todas as joias da regalia divina que têm sido armazenadas nas caixas de joias de nossos corações e, que Deus sente no trono de nosso amor, vestido em roupas reais. Se aprendêssemos a nos beneficiar de nossa prosperidade, não precisaríamos de tantas situações de adversidade. Se de um beijo, retivéssemos todo bem que ele pode nos conferir, não sofreríamos tão frequentemente sob a vara.

Temos recebido bênçãos que não esperávamos? O Senhor colocou nossos pés em lugar espaçoso? Podemos cantar a respeito de suas misericórdias? Então, coloquemos as mãos sobre os chifres do altar e digamos: “Segura-me aqui, ó Deus; segura-me aqui, com firmeza, para sempre”. Visto que necessitamos do cumprimento de novas promessas de Deus, ofereçamos orações renovadas para que nossos antigos votos não sejam desonrados. Façamos com Ele uma aliança segura por causa das dores de Jesus as quais consideramos, com gratidão, em tempos passados.

Por: Charles Spurgeon. © 2016 Ministério Fiel.
Fonte: Voltemos ao Evangelho

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail