Domine ou Seja Dominado – A Mudança Começa em Mim

“Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana têm a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus têm a sua mente controlada pelo Espírito. As pessoas que têm a mente controlada pela natureza humana acabarão morrendo espiritualmente; mas as que têm a mente controlada pelo Espírito de Deus terão a vida eterna e a paz.” (Romanos 8:5-6)

As pessoas, e principalmente os homens, são dominadas por algo. Para alguns são as paixões, outros o prazer, ou o sexo ou o poder.

O fato é que sempre haverá uma paixão principal com a qual nos deparamos e lutamos todos os dias. Um exemplo notório foi o de José com a mulher de Potifar.

José resistiu à tentação porque tinha uma consciência clara de quem era Deus na sua vida e quanto lhe custaria em santidade diante Dele.

Essa consciência não ocorreu na hora em que foi tentado e resistiu, mas certamente foi forjada no seu caráter durante toda sua vida, e quem sabe tenha iniciado nos dias em que apascentava os rebanhos do seu pai.

O fato é que toda decisão que tomamos impulsivamente é resultado do que cultivamos durante muito tempo. Desta forma, quando a tentação chega, agiremos da forma como já planejamos ou decidimos. Não é obra do acaso e nem resultado somente da tentação.

Neste tempo todo em que tenho aconselhado casais, é notório que muitas vezes um trai o outro como instrumento de vingança, porque lhe fez algo, ou seja, maquinou isto na sua mente, tomou a decisão e quando a tentação veio entendeu que era uma ótima “oportunidade” de dar o troco.

Da mesma forma, outros(as) que maquinam em suas mentes que não estão sendo satisfeitos no relacionamento e que merecem receber algo bom. Daí para concretizar o pecado quando a tentação chega está fácil.

Entende agora o que quero dizer sobre maquinar primeiro? O desejo já estava alojado na alma há muito tempo.

Quando decidimos por algo geramos uma energia que nos impulsiona a ir em frente e realizar.

Assim, precisamos nos questionar sobre o que temos pensado e meditado todos os dias:

— Quais são nossas fantasias e sonhos?

— Quando estou sozinho, quem sou?

— O que nos dá satisfação e agrada aos nossos pensamentos?

O que vier de resposta em seu coração é o seu verdadeiro caráter.

A Bíblia afirma que quando damos lugar à cobiça, o pecado é concebido e uma vez consumado gera a morte.

O espírito do destruidor estava na esposa de Potifar, é o mesmo espírito que cobiça o lugar de Deus e destruir sua criação, o homem.

Este espírito queria destruir José e consumar o ato com ele, que repetidamente dizia não. Um dia, preparou tudo, dispensou os empregados e preparou-se para o momento, tinha certeza que ele diria sim, mas ele fugiu da investida dela.

Hoje em dia, penso que muitos homens que se dizem cristãos cairiam nesta pegadinha maligna e iriam achar as melhores desculpas para a situação.

Certa vez soube de um casal de noivos que estavam guardando-se para o casamento. Certo dia resolveram consumar o ato e foram à casa da praia sozinhos e ali concretizaram seu intento.

Interessante que, em seguida ao ato, passaram a sentir repulsa um pelo outro o que acabou causando o rompimento do noivado de muitos anos.

Penso eu que este ato realizado fora da aliança do matrimônio gerou neles um sentimento de culpa muito forte que consumiu tudo que nutriram durante todo o período anterior do relacionamento. O intento maligno fora alcançado, e era contaminá-los e torná-los culpados afastando um do outro.

Ser corajoso, portanto, é dar as costas à tentação e fugir.

José pagou caro por isto, e você talvez também pague um preço pela verdade. Não importa quantas pessoas confirmem a mentira, a verdade irá triunfar, da mesma forma como triunfou na vida de Cristo vencendo a morte. A verdade é imortal!

Mesmo que sua mente e alma estejam arruinados pelo espírito do destruidor, o sangue de Jesus tem poder para te limpar completamente e torná-lo puro novamente aos Seus olhos.

PARA EXERCITAR

Tenho vencido as tentações na minha mente?
O que posso fazer para ter vitória nas tentações?
“Pai celestial, perdoe-me por todas as vezes em que dei lado às tentações e as consumei. Limpa meu coração levando cativa toda acusação maligna e torna-me novamente puro diante de Ti. Amém!”

Por: Luis Antonio Luize

Fonte: ICHTUS

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail