Jesus é condenado à crucificação

João 19 – Jesus começou a ser açoitado. Os soldados bateram, esbofetearam, zombaram e fincaram uma coroa de espinhos em sua cabeça. Os judeus ameaçaram Pilatos, dizendo que se ele soltasse Jesus, estava indo contra César o rei de Roma, a quem Pilatos devia obediência.

Aquele que foi tão anunciado pela Lei e os profetas do Antigo Testamento, que Deus mandaria para salvar o Seu povo, e estes mesmos estavam gritando, exigindo à pior morte que um ser humano era submetido.

Na cruz que Cristo foi morto, Pilatos mandou escrever: “Jesus Nazareno, o Rei dos Judeus”, na língua dos judeus, na língua romana e na língua dos gregos, para que fosse lido em todas as línguas do mundo conhecido da época. Tudo aconteceu minuciosamente como foi pré anunciado muitos e muitos anos antes no Antigo Testamento. Jesus foi crucificado no mesmo tempo que imolavam os cordeiros pascais.
Tudo anunciado em Salmos 22:18, Êxodo 12:46, Números 9:12, Samuel:34:20, Zacarias 12:10, Isaías 53:12 e Apocalipse 1:7.

Deus é fiel e cumpriu cabalmente tudo que inspirou os profetas para anunciarem. Jesus, em meio a tanta dor, entrega sua mãe aos cuidados de João, para não deixá-la desamparada, já que estava perdendo seu filho mais velho.

Existem algumas coisas que ainda vão se cumprir e que Deus deixou anunciado em Sua Palavra. Coloque-se dentro da vontade de Deus, siga Seus ensinamentos, faça parte do Corpo de Cristo que Ele virá buscar, e sua alegria será eterna! Deus abençoe sua vida!

(E.D.)

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail