Esposas e Maridos, assumam seus papéis

Se existem muitos maridos que não assumem seu papel de liderança amorosa no lar, há também muitas mulheres que não assumem sua posição de submissão ao marido como convém no Senhor. Submissão não é ser inferior nem ser capacho. A mulher é igual ao homem em dignidade e honra. Foi criada como o homem à imagem e semelhança de Deus e é redimida como o homem pela fé em Cristo Jesus. A submissão não é desonra para a mulher nem a priva de sua liberdade.

A submissão da esposa ao seu marido é colocar-se sob a missão dada por Deus a ele para ser o cabeça do lar. A mulher que tenta mandar no marido, frustra-se e frustra o marido. O papel do marido é amar a esposa como Cristo amou a igreja e o papel da mulher é ajudar o marido nessa missão, sendo-lhe submissa. A mulher sábia edifica a sua casa. A mulher temente a Deus faz bem a seu marido todos os dias da sua vida.

Vivemos numa sociedade onde os marcos estão sendo removidos. O certo já não é tão certo mais e o proibido já é permitido também. Muitos homens, embalados por essa onda de relativismo moral, abandonaram seus compromissos de vida conjugal e começaram a viver como se solteiros fossem. Tornam-se boêmios e entregam-se a todos os prazeres incompatíveis com a aliança conjugal, firmada um dia na presença de Deus. Há muitas mulheres viúvas de maridos vivos.

Há muitas mulheres machucadas emocionalmente porque o homem com quem se casaram, agora é outra pessoa. Há muitos casamentos sendo desfeitos porque acabaram-se os investimentos de amor e respeito na relação. É tempo dos maridos assumirem o seu papel e as mulheres corresponderem a esse investimento!

Hernandes Dias Lopes

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail