Fidelidade ao Senhor!

Atos 21 – Paulo foi fiel ao Senhor, mesmo sabendo que sofreria. O Espírito Santo o compeliu de ir à Jerusalém e mesmo tendo sido alertado e sabendo do risco, obedeceu a Deus.

Paulo nunca ensinou os judeus a se apartarem da lei de Moisés; o que ensinava aos gentios que deviam seguir sua herança cultural e não  precisavam seguir os rituais dos judeus, para agradar a Deus. O próprio Paulo, sendo de uma família nobre, tinha duas culturas e via isso como irrelevante diante de um relacionamento profundo com Deus. Vivia livremente como um gentio entre os gentios e como Judeu entre os judeus. O Evangelho estava sempre em primeiro lugar para Paulo.

Paulo tinha o voto do nazireato,(versos 21 a 24) que um dos quesitos é não cortar os cabelos. Quando o período do voto termina raspa-se o cabelo e dedica-o ao Senhor e o queima junto com o sacrifício para a oferta pacífica. Paulo pagou as despesas para 4 nazireu e com eles, participou dos ritos de purificação. Com isso, ele demonstrou que era um judeu cumpridor da lei.

No final do capítulo, Paulo pede para falar ao povo. Ele vai fazer sua defesa no próximo capítulo; e todos se calam para ouvi-lo falar em hebraico, língua que quase não era falada. A língua hebraica ou aramaico, era falada pelos judeus na Palestina; o grego era língua comum no mundo romano e mediterrâneo.

EVANGELHO PRÁTICO: Paulo mesmo sofrendo tantos açoites, cadeias e perseguições, nunca deixou de reconhecer o seu chamado diante de Deus.  Nada o impedia de falar, anunciando a Jesus. Que você não se intimide diante das oposições!  O Senhor é contigo e lhe recompensará por qualquer atitude sua de não negar a Cristo se acovardando.

E.D.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail