Olho por Olho e Dente por Dente

Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Mateus 5:38

Jesus discute a justiça da Lei do olho por olho, dente por dente:

Mas se houver morte, então darás vida por vida, Olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, Queimadura por queimadura, ferida por ferida, golpe por golpe. Êxodo 21:23-25.

Muitos supõem que Ele está dizendo que a Lei é errada, mas tais interpretações tornam Cristo um homem que nega a bondade da lei de Deus (Romanos 7:7), não aquele que a cumpre (Mateus 5:17-20).

Como o próprio Deus, Jesus sabe que a justiça de olho por olho é sábia, instituída para assegurar que a punição corresponda ao crime. A justiça no antigo sistema de Israel poderia facilmente se tornar uma disputa sem fim sem esta lei.

Imagine que em tempos antigos uma família poderia matar para vingar alguém que tenha quebrado a perna de outro e posteriormente essa família poderia então matar os responsáveis, e assim por diante. Ou seja, a Lei do olho por olho foi apenas uma forma de equalizar a punição de um crime.

Na Exposição de Gill sobre a Bíblia encontramos a menção de que essa “retaliação” nem sempre seguia da mesma forma, imagine que alguém quebrasse o braço de uma pessoa, não necessariamente ele teria seu braço quebrado, mas poderia pagar um valor que correspondesse ao prejuízo causado.

Quando Cristo diz ao público no Sermão da Montanha: “Ouvistes que foi dito”, fica claro que os judeus conheciam muito bem a aplicação dessa lei, que havia sido deturpada, deixando de ser uma mera compensação pelo dano causado, mas se tornando um ato de vingança pessoal.

Jesus está falando do direito que determinada pessoa possuía ao sofrer um dano, havia se tornado uma prática comum a busca de vingança pessoal, imagine que alguém lhe dê um tapa na cara, ao invés de buscar reparação desse dano, a atitude era revidar, e é disso que Cristo está falando, embora a pessoa tenha o direito, ela deveria apenas reparar o dano que lhe foi causado e não causar mais danos.

Mais do que isso, atualmente é comum encontrarmos pessoas brigando na justiça ou tentando revidar “na mesma moeda” algum dano que lhe foi causado, porém precisamos confiar que a verdadeira justiça vem do Senhor, cabe a nós reparar os danos e não causar mais.

Fonte: Bíblia Comentada

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail