Deus Misericordioso!

“Porquanto o Senhor teu Deus é Deus misericordioso, e não te desamparará, nem te destruirá, nem se esquecerá da aliança que jurou a teus pais” – Deuteronômio 4:31.
Ao lermos o texto de Deuteronômio 4:27 a 31 constatamos que Deus prevê realidades, digamos, pré-existentes que podem nos acometer, entretanto, Ele mesmo se encarrega de mudar o cativeiro de uma vida tão logo haja arrependimento e um retorno para junto de Sua face.

Ele disse aquele povo de Israel a realidade pré-existente: “E o Senhor vos espalhará entre os povos, e ficareis poucos em número entre as nações às quais o Senhor vos conduzirá. E ali servireis a deuses que são obra de mãos de homens, madeira e pedra, que não veem, nem ouvem, nem comem, nem cheiram” – (Deuteronômio 4:27-28). Era uma clara advertência a desobediência.

Entretanto, Ele não parou nessa palavra de juízo. Ele deu Sua palavra de benção e alimentou expectativas para com aquele povo. Ele disse: “Então dali buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma” – (v.28). Uma clara palavra de vitória.

Há vidas que se encontram em algum tipo de cativeiro. É comum pessoas assim questionarem o cuidado de Deus, Sua presença, Sua intervenção, etc., Mas, o Senhor não pede isso. Aliás, Ele abomina questionamentos infundados.

É preciso saber que mesmo no cativeiro, Ele nos ouvirá e nos buscará. Ele nunca se encontra ocupado demais, tampouco, desinteressado para com alguma alma a ponto de ignora-la. Pelo contrário, foi Ele mesmo quem disse que uma vida vale mais que o mundo inteiro, portanto, há muito valor em nós. Ele não diria isso se não fosse verdade!

O que Ele espera é que “dali – do cativeiro – busquemos Senhor nosso Deus e O acharemos”.

Nós perdemos muito tempo precioso por não aplicarmos o coração nas simples palavras liberadas pelo Senhor sobre nossas vidas. Se Ele disse que se deixará ser achado quando O buscarmos em meio ao nosso cativeiro, então, Ele completará a obra se acontecer da forma como Ele a prescreveu.

Agora, qual é o espaço que Ele tem encontrado em nossa vida? Não devemos nos enganar, afinal, Ele está dizendo em Sua Palavra: “Então dali, ou seja, do cativeiro, buscarás ao Senhor TEU DEUS… e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma”.

Mas, não devemos nos esquecer que: ELE nunca nos desampara e que seja lá qual for o cativeiro em que nos encontramos, Ele nunca estará tão longe que não possa nos ouvir e nos buscar e nos tirar de lá!

A atitude correta no cativeiro pode promover a vitória que já de antemão está declarada, afinal, Deus é um Deus misericordioso!

Pr. Vilson Ferro Martins –

Fonte: www.vozdotrono.com.br

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail