OPOSTOS ENTRE SI!

“O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados”- Provérbios 10:12.
Amor e ódio são os dois extremos comuns nas ocorrências da vida humana.

O ódio distorce a razão de ser da vida, porque só o amor constrói para o tempo presente e para a eternidade.

É muito difícil a uma pessoa que se vê enganada nos seus direitos continuar amando e respeitando   seu usurpador.

Só mesmo Deus é o amor. Todos os atos divinos se revestem dessa extraordinária essência, cada vez mais rara entre os homens.

Deus nos amou de tal maneira, que não olhou para o que tínhamos a oferecer a Ele, e sim o que Ele tinha a oferecer por nós. Seu único Filho. Seu amor incondicional!

Todavia, talvez o problema da humanidade seja que muitos sempre estão à procura do que os outros possam lhes oferecer, ao invés do que podem oferecer aos outros.

Jamais veremos uma prova tão autentica de amor e reconciliação, como a que foi e é apresentada por Deus. Ele não olhou o que tínhamos para oferece-Lo, mas, o que Ele podia oferecer a nós.

E, um dos ensinos que aprendemos através desse ato tão sublime é que devemos amar e perdoar nosso semelhante, mesmo que ele ao nosso ver não mereça, pois, se analisarmos a condição do homem, este sempre esteve errado, mas Deus não levando em consideração o erro da humanidade, doou-se a Si mesmo, para salvá-lo e tirá-lo dessa condição de “ódio”, transportando-o para o reino do Seu amor. (Colossenses 1:13).

Que nobre e maravilhoso exemplo.

Eis porque atribuímos sempre o amor a Deus e o ódio ao diabo. Eles são opostos entre si! Amém!

Pr. Vilson Ferro Martins
Fonte: www.vozdotrono.com.br

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail