Como resistir ao desejo pecaminoso

Pela fé, Moisés… [desprezou os] prazeres transitórios do pecado… porque contemplava o galardão. (Hebreus 11.24-26)

A fé não se contenta com “prazeres transitórios”. Ela é ávida por alegria. E a Palavra de Deus diz: “Na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente” (Salmo 16.11). Assim, a fé não será desviada para o pecado. Ela não desistirá tão facilmente em sua busca pelo máximo da alegria.

A função da Palavra de Deus é alimentar o apetite da fé por Deus. E, ao fazer isso, ela afasta meu coração do sabor enganoso da luxúria.

À princípio, a luxúria começa a me enganar fazendo-me sentir que eu realmente perderia alguma grande satisfação se eu seguisse o caminho da pureza. Mas, então, eu pego a espada do Espírito e começo a lutar.

  • Eu li que é melhor arrancar os meus olhos do que cobiçar (Mateus 5.29).
  • Eu li que se eu pensar sobre coisas que são puras, amáveis ​​e de boa fama, a paz de Deus estará comigo (Filipenses 4.8-9).
  • Eu li que fixar a mente na carne traz morte, mas fixar a mente no Espírito traz vida e paz (Romanos 8.6).
  • Eu li que a luxúria guerreia contra minha alma (1 Pedro 2.11), e que os prazeres dessa vida sufocam a vida do Espírito (Lucas 8.14).
  • Porém, o melhor de tudo é que eu li que Deus nenhum bem sonega aos que andam retamente (Salmo 84.11), e que os puros de coração verão a Deus (Mateus 5.8).

Enquanto oro para que minha fé se satisfaça com a vida e a paz de Deus, a espada do Espírito remove o açúcar do veneno da luxúria. Eu vejo o veneno como ele é. E pela graça de Deus, seu poder sedutor é quebrado.

Por: John Piper. © Desiring God – Solid Joys
Fonte: Voltemos ao Evangelho

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail