Fama e humildade

A si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. (Filipenses 2:8)

Muitos de nós somos obcecados pela fama — seja querendo ser famosos ou seguindo cada detalhe da vida de celebridades, fazendo turismo internacional por causa de livros ou filmes. Ser entrevistado num talk show. Ter milhões de seguidores no Twitter.

Em recente estudo realizado nos EUA, os pesquisadores classificaram os nomes de pessoas famosas usando um algoritmo especialmente desenvolvido que vasculhou a internet. Jesus encabeçou a lista como a pessoa mais famosa da história.

Porém, Jesus nunca se preocupou com obter o status de celebridade. Quando Ele esteve entre nós, Ele nunca buscou a fama (Mateus 9:30; João 6:15) — embora obtivesse fama à medida que as notícias a Seu respeito corriam rapidamente por toda a região da Galileia (Marcos 1:28; Lucas 4:37).

Em todo lugar que Jesus fosse, logo se formavam multidões. Os milagres que o Senhor fazia atraíam as pessoas a Ele. Mas, quando tentaram fazê-lo rei à força, Ele se retirou sozinho (João 6:15). Unido a Seu Pai em propósito, Ele repetidamente se submetia à vontade e ao tempo de Deus (4:34; 8:29; 12:23). “A si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz” (Filipenses 2:8).

A fama nunca foi a meta de Jesus. Seu propósito era simples. Como Filho de Deus, Ele se ofereceu humilde, obediente e voluntariamente como o sacrifício pelos nossos pecados.

Por Cindy Hess Kasper

Fonte: Ministério Pão Diário

Jesus não veio para ser famoso, mas para humildemente oferecer-se como sacrifício pelos nossos pecados.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail