Lindas

…Ela praticou boa ação para comigo.” (Marcos 14:6)

Imagine duas adolescentes. A primeira é forte e saudável. A outra nunca conheceu a liberdade de andar por conta própria. De sua cadeira de rodas, ela enfrenta não somente os desafios emocionais comuns da vida, mas também dores físicas e dificuldades intermináveis.

Porém, as duas sorriem alegremente na companhia uma da outra. Duas lindas adolescentes — cada uma vendo na outra o tesouro da amizade.

Jesus dedicou boa parte de Seu tempo e atenção às pessoas como a menina da cadeira de rodas. Pessoas com deficiências vitalícias ou deformidades físicas, bem como pessoas desprezadas pelos outros por diversos motivos. De fato, Jesus deixou uma “daquelas pessoas” ungi-lo com óleo, para desdém dos líderes religiosos (Lucas 7:39). Em outra ocasião, quando uma mulher demonstrou o seu amor com um ato semelhante, Jesus disse aos que a criticavam: “…Deixai-a […] Ela praticou boa ação para comigo” (Marcos 14:6).

Deus valoriza a todos igualmente; não há distinções em Seus olhos. Na verdade, todos nós necessitamos desesperadamente do amor e perdão de Cristo. Seu amor o compeliu a morrer na cruz por nós.

Que possamos ver cada pessoa como Jesus a viu: feita à imagem de Deus e digna do Seu amor. Tratemos a todos que encontramos com apreciação cristã e aprendamos a ver a beleza como Ele a vê.

Por Dave Branon

Fonte: Ministério Pão Diário

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail