Precisamos de Deus e das pessoas

“Escuta, Rei meu e Deus meu, a minha voz que clama, pois a ti é que imploro.” (Salmo 5:2)

Enquanto promovia o filme Rocky Balboa, em 2006, Sylvester Stallone surpreendeu os cristãos com uma revelação. Ele disse que a sua fé em Jesus Cristo não apenas influenciara o roteiro do primeiro filme Rocky, mas que a sua decisão de criar o último filme foi inspirada em sua recém-afiliação ao cristianismo. Como parte dessa transformação, Stallone compreendeu que, anteriormente, uma escolha infeliz havia orientado a sua vida — a autossuficiência. Ele diz: “Você precisa da experiência e da orientação de outra pessoa.” Stallone aprendeu algo que muitas pessoas estão começando a reconhecer — precisamos de Deus e de outras pessoas.

A Bíblia confirma isso. Davi expressou sua confiança em Deus por meio de seu grito de socorro e ao clamar a Deus em oração. “Escuta, Rei meu e Deus meu, a minha voz que clama, pois a ti é que imploro” (Salmo 5:2). E no livro de Eclesiastes lemos que Salomão encorajou a devida confiança em outras pessoas. Na verdade, ele disse que ajudar um ao outro pode nos fortalecer, no entanto o individualismo e a autoconfiança são perigosos e nos enfraquecem. Duas pessoas que fazem algo em conjunto são melhores do que um indivíduo autoconfiante (Eclesiastes 4:9-12).

Deus nos deu uns aos outros. Vamos confiar intensamente no poder divino e receber a ajuda de outras pessoas.

Por Marvin Williams
Fonte: Ministério Pão Diário

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail