Não seja como a mula

Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem. (Salmo 32.9)

Imagine o povo de Deus como um curral com todos os tipos de animais. Deus cuida dos seus animais, mostra-lhes onde eles precisam ir e fornece um estábulo para sua proteção.

Porém, há um animal nessa fazenda que dá muito trabalho a Deus, a saber, a mula. Ela é estúpida e teimosa e você não consegue dizer o que vem primeiro: teimosia ou estupidez.

Agora, a maneira como Deus gosta de conduzir seus animais ao celeiro para seu alimento e abrigo é ensinando a todos eles um nome pessoal e, depois, chamando-os pelo nome. “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir” (Salmo 32.8).

Porém, a mula não responderá a esse tipo de condução. Ela é sem entendimento. Então, Deus entra em sua caminhonete e vai ao campo, põe o freio na boca da mula, amarra-a na caminhonete e a arrasta enquanto ela esperneia e bufa até ao celeiro.

Essa não é a maneira como Deus deseja que seus animais venham a ele para bênção.

Um dia destes será tarde demais para aquela mula. Ela será ferida por chuva de granizo e atingida por raios, e quando ela vier correndo, a porta do celeiro estará fechada.

Portanto, não seja como a mula, mas em vez disso, que todos os que são piedosos venham a Deus em oração em tempo de poder encontrá-lo (Salmo 32.6).

O caminho para não sermos uma mula é nos humilharmos, irmos a Deus em oração, confessarmos nossos pecados e aceitarmos, como pequenos pintinhos necessitados, a condução de Deus até ao celeiro de sua proteção.

Por: John Piper.

Fonte: Voltemos ao Evangelho

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail