Confiança mal direcionada

Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, […] nos gloriaremos em o nome do Senhor, nosso Deus. (Salmo 20:7)

Gosto de observar aves, desenvolvi essa atividade, enquanto crescia numa aldeia florestal em Gana, onde tínhamos muitas espécies. No bairro onde vivo agora, observei, recentemente, o comportamento de alguns corvos que me interessavam. Voando em direção a uma árvore sem a maioria de suas folhas, os corvos decidiram descansar. Mas em vez de escolherem os galhos robustos, eles pousaram sobre os galhos secos e frágeis, que rapidamente quebraram. Eles voaram para escapar do perigo, apenas para repetir o esforço inútil. Aparentemente, sua percepção não lhes disse que os ramos sólidos seriam lugares de descanso mais confiáveis e seguros.

E quanto a nós? Onde colocamos a nossa confiança? Davi observa no Salmo 20: “Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do Senhor, nosso Deus” (v.7). Carros e cavalos representam os bens materiais e humanos. Eles representam coisas que são úteis na vida diária, mas não nos dão segurança em tempos de angústia. Se colocarmos nossa confiança em bens ou riqueza, descobriremos que, eventualmente, quebrarão como os ramos que cederam sob o peso dos corvos.

Aqueles que confiam em seus carros e cavalos “…se encurvam e caem…” mas nós que confiamos em Deus “…nos levantamos e nos mantemos de pé” (20:8).

Neste mundo de mudanças, podemos confiar em nosso Deus imutável.

Por acharles

Fonte: Ministério Pão Diário

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail