O dinheiro

…Não podeis servir a Deus e às riquezas. (Mateus 6.24)

Cedo em minha carreira, com um trabalho que eu via mais como missão do que como emprego, outra empresa me ofereceu um cargo que me daria um bom aumento de salário. Certamente, minha família se beneficiaria financeiramente. Havia um problema. Eu não estava procurando por outro emprego porque amava o que fazia, e isso estava se tornando um chamado.

Mas o dinheiro…

Liguei para meu pai septuagenário e expliquei a situação. Embora sua mente aguçada tivesse sido desacelerada por AVCs e a tensão dos anos, sua resposta foi seca e clara: “Nem pense no dinheiro. O que você faria?”

Num instante, decidi. O dinheiro era o único motivo para deixar o emprego que eu amava! Obrigado, papai.

Jesus dedicou grande parte do Sermão do Monte ao dinheiro e ao nosso amor por ele. O Mestre nos ensinou a orar não por riquezas, mas pelo “…pão nosso de cada dia…” (Mateus 6:11). Alertou-nos contra acumular tesouros sobre a terra e apontou para os pássaros e as flores como evidência de que Deus se preocupa profundamente com a Sua criação (vv.19-31). “Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (v.33).

O dinheiro importa, mas não deve governar a nossa tomada de decisão. Tempos difíceis e grandes decisões são oportunidades de expandirmos nossa fé em novas maneiras. O nosso Pai celestial cuida de nós.

— Tim Gustafson
Fonte: Ministério Pão Diário

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail