Além das etiquetas


“…Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.” (Romanos 5:8
)

Certa igreja na minha cidade tem um cartão de boas-vindas único que capta o amor e a graça de Deus para todos. Ele diz: “Se você é: santo, pecador, perdedor, vencedor” — seguido por muitos outros termos usados para descrever as pessoas em dificuldades — “alcoólatra, hipócrita, trapaceiro, amedrontador, desajustado… Você é bem-vindo aqui.” Um dos pastores me disse: “Lemos esse cartão em voz alta juntos em nossos cultos todos os domingos.”

Quantas vezes aceitamos rótulos e permitimos que eles definam quem somos. E com que facilidade rotulamos os outros. Mas a graça de Deus desafia os rótulos porque está enraizada em Seu amor, não em nossa autopercepção. Se nos vemos como maravilhosos ou terríveis, capazes ou desamparados, podemos receber a vida eterna como um presente dele. O apóstolo Paulo relembrou aos seguidores de Jesus em Roma que “…Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios” (Romanos 5:6).

O Senhor não exige que mudemos por nosso próprio poder. Em vez disso, Ele nos convida a vir como somos para encontrar esperança, cura e liberdade nele. “Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (v.8). O Senhor está pronto e disposto a nos receber tal como somos.

Por David C. McCasland
Fonte: Ministério Pão Diário

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail